A realeza chega ao Festival de Curitiba

Em peça sobre reis, a simplicidade mostra sua riqueza

Gabriela Cobbo │ aluna do 1° ano do curso de Jornalismo

Gelo seco, luzes e cadeiras. Cercados pela plateia, estes elementos formam a arena na qual se desenrolam dramáticas batalhas e momentos bem-humorados na peça “Henrique V”, da companhia Cena IV, que estreou no 27º Festival de Curitiba nesta quarta-feira, 28 de março, no Teatro Universitário de Curitiba (TUC).

“Henrique V”, primeira montagem brasileira feita da peça de William Shakespeare, traz o protagonista em sua campanha de invasão à França de uma forma que aproxima do público do Brasil a figura do rei e o contexto inglês, por meio de adaptações de falas e de linguagem corporal, muito marcante nas cenas de humor.

O interprete do rei Henrique, Gabriel Marin, diz que as alterações feitas para uma melhor compreensão do espectador a respeito dos eventos retratados em cena, são reflexo dos próprio texto de Shakerpeare.  “As peças de Shakespeare contêm muitas piadas de época e humor ácido”, comenta o ator.

Segundo Marin, “a linguagem corporal na comédia é uma coisa muito comum para o latino”. Além dos gestos, a adaptação de diálogos para o português facilitou o entendimento dos acontecimentos históricos envolvendo Henrique V e arrancou risadas do público em diversos momentos do espetáculo.

Mesclando drama e humor, a peça buscou divertir e, ao mesmo tempo, trazer uma mensagem de otimismo, fortemente presente nos dois discursos do rei-herói. Nas palavras de Marin, “a mensagem é de motivação, de acreditar que você é capaz de fazer algo, mesmo quando tudo vai contra”.

Para o processo de incorporação de seu personagem, Gabriel de Marin disse ter buscado os fatos históricos que envolveram o rei que governou de 1413 a 1422, interpretando-o como “alguém perfeito, um herói, como Shakespeare o escreveu”.

Sobre a obra de William Shakespeare, Marin afirmou que “continua atual porque representa a essência do ser humano, a tragédia e a comédia juntas, o que faz com que as pessoas continuem a se identificar com os personagens, porque até mesmo os menores deles são humanos”.

Minimalista, a peça teve como cenário apenas três cadeiras, mas, em conjunto com o gelo seco, a trilha sonora e as atuações dos integrantes da Cena IV e atores convidados, elas foram capazes de transportar o espectador ao contexto e à atmosfera das batalhas e do mundo medieval shakespearianos.

“Henrique V” seguirá dentro da programação do Festival de Curitiba, sendo exibido novamente no TUC no dia 30 de março, sexta-feira, às 20:00 horas.

 

 

Foto: Rogério Santos

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s